Saúde infantil: percepções de mães de comunidades afrodescendentes
Acesso Restrito PDF

Palavras-chave

Processo saúde–doença
Crescimento e desenvolvimento
Cuidado da criança
Raça e saúde
Vulnerabilidade social

Como Citar

Farias de Oliveira, E., Laura de Camargo, C., Pereira Gomes, N., Pedra de Oliveira Muniz, J., Moura Campos, L., & Bruce dos Santos, J. (2023). Saúde infantil: percepções de mães de comunidades afrodescendentes. Lifestyle Journal, 10(00), e1586. https://doi.org/10.19141/2237-3756.lifestyle.v10.n00.pe1586

Resumo

Objetivo: Conhecer os sinais de saúde/doença em crianças na percepção das mães quilombolas.

Método: Pesquisa qualitativa que utilizou como eixo teórico o Interacionismo Simbólico. Realizaram-se entrevistas com 32 mães de crianças menores de um ano de idade que frequentavam a Unidade de Saúde da Família de Ilha de Maré, Bahia, Brasil. Os dados foram sistematizados através da análise de conteúdo temática.

Resultados: Os sinais de saúde/doença em crianças na percepção de mães quilombolas perpassam por aspectos relacionados à amamentação, disposição para brincar, e sinais e sintomas de doenças, com ênfase nas afecções respiratórias. Algumas mães, contudo, não são capazes de identificar esses indicadores, cabendo ao profissional de saúde, a responsabilidade de avaliar e informar o estado de saúde/doença às mães.

Conclusão: Essa percepção da mãe no reconhecimento da condição de saúde de seus filhos otimiza a busca pelo tratamento adequado, o que pode favorecer o tempo para o manejo clínico adequado. Esse atributo é desejável nas comunidades quilombolas do estudo, devido às condições de acesso aos serviços de saúde.

https://doi.org/10.19141/2237-3756.lifestyle.v10.n00.pe1586
Acesso Restrito PDF

Referências

Silva DI, Chiesa AM, Verissimo MDLOR, Mazza VDA. Vulnerability of children in adverse situations to their development: proposed analytical matrix. Rev da Esc Enferm da USP [Internet]. 2013;47(6):1394–9. Available from: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0080-62342013000601397&lng=pt&nrm=iso&tlng=en

Gauterio DP, Irala DDA, Cezar-Vaz MR. Childcare in nursing: profile and main problemes found in children less than one year. Rev Bras Enferm. 2012;65(3):508–13.

Marques AS, Freitas DA, Leao CDA, Oliveira SKM, Pereira MM, Caldeira AP, et al. Atencao Primaria e saude materno-infantil: a percepcao de cuidadores em uma comunidade rural quilombola. Cien Saude Colet [Internet]. 2014;19(2):365–71. Available from: /scielo.php?script=sci_arttext&pid=&lang=pt

Siqueira SMC, Jesus VS de, Camargo CL de. Itinerário terapêutico em situações de urgência e emergência pediátrica em uma comunidade quilombola. Cien Saude Colet [Internet]. 2016;21(1):179–89. Available from: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232016000100179&lng=pt&nrm=iso&tlng=en

Santos RC, Silva MS. Condições de vida e itinerários terapêuticos de quilombolas de Goiás. Saude e Soc. 2014;23(3):1049–63.

Chehuen Neto JA, Fonseca GM, Brum IV, Santos JLCT, Rodrigues TCGF, Paulino KR, et al. Política Nacional de Saúde Integral da População Negra: implementação, conhecimento e aspectos socioeconômicos sob a perspectiva desse segmento populacional. Cien Saude Colet [Internet]. 2015;20(6):1909–16. Available from: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232015000601909&lng=pt&nrm=iso&tlng=en

Gomes K de O, Reis EA, Guimarães MDC, Cherchiglia ML. Use of health services by quilombo communities in southwest Bahia tate, Brazil. Cad Saúde Pública [Internet]. 2013;29(9):1829–42. Available from: /scielo.php?script=sci_arttext&pid=&lang=pt

Prenkert M, Ehnfors M. Growth data of underprivileged children living in rural areas of Chin State, Burma/Myanmar, compared to the WHO reference growth standards: an observational study. BMJ Open. 2016;6(1):e009119.

Amorim MM, Tomazi L, Silva RAA, Gestinari RS, Figueiredo TB. Avaliação das condições habitacionais e de saúde da comunidade quilombola boqueirão, Bahia, Brasil. Biosci J, Uberlândia. 2013;29(4):1049–57.

Melo MFT, Silva HP. Doenças Crônicas e os Determinantes Sociais da Saúde em Comunidades Quilombolas Do Pará, Amazônia, Brasil. Rev da ABPN. 2015;7(16):168–89.

Maia LTDS, Souza WV, Mendes ADCG. Differences in risk factors for infant mortality in five Brazilian cities: a case-control study based on the Mortality Information System and Information System on Live Births. Cad Saude Publica [Internet]. 2012;28(11):2163–76. Available from: http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/23147958

Staines A, Balanda KP, Barron S, Corcoran Y, Fahy L, Gallagher L, et al. Child Health Care in Ireland. J Pediatr [Internet]. 2016;177:S87–106. Available from: http://linkinghub.elsevier.com/retrieve/pii/S0022347616301494

Campos RMC, Ribeiro CA, da Silva CV, Saparolli ECL. Nursing consultation in child care: the experience of nurses in the Family Health Strategy. Rev da Esc Enferm. 2011;45(3):566–74.

Ibge IBDGEE-. Dados completos sobre a Religião no Brasil - IBGE - Censo 2010. Censo Demográfico 2010 [Internet]. 2010;p.1-215. Available from: ftp://ftp.ibge.gov.br/Censos/Censo_Demografico_2010/Caracteristicas_Gerais_Religiao_Deficiencia/caracteristicas_religiao_deficiencia.pdf

Bardin L. Análise de Conteúdo. Lisboa: Edições 70. 2011.

Siqueira FPC. O significado da amamentação na construção da relação mãe e filho: um estudo interacionista simbólico. Tese. 2012;

Parsa P, Masoumi Z, Parsa N, Parsa B. Parents’ health beliefs influence breastfeeding patterns among Iranian women. Oman Med J. 2015;30(3):187–92.

Aguilar Cordero M, Batran Ahmed S, Padilla López C, Guisado Barrilao R, Gómez Garcia C. Breast feeding in premature babies: development-centred care in Palestine. Nutr Hosp. 2012;27(6):1940–4.

Agunbiade OM, Ogunleye O V. Constraints to exclusive breastfeeding practice among breastfeeding mothers in Southwest Nigeria: implications for scaling up. Int Breastfeed J [Internet]. 2012;7(5):1–10. Available from: http://internationalbreastfeedingjournal.biomedcentral.com/articles/10.1186/1746-4358-7-5

Caffarelli C, Santamaria F, Di Mauro D, Mastrorilli C, Mirra V, Bernasconi S. Progress in pediatrics in 2015: choices in allergy, endocrinology, gastroenterology, genetics, haematology, infectious diseases, neonatology, nephrology, neurology, nutrition, oncology and pulmonology. Ital J Pediatr [Internet]. 2016;42(75):1–17. Available from: http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/27566421

Bener A, Ehlayel MS, Abdulrahman HM. Exclusive breast feeding and prevention of diarrheal diseases . A study in Qatar. Rev Bras Saúde Matern Infant. 2011;11(1):83–7.

Ferreira FH, Wernet M, Marski BDSL, Ferreira GI, Toledo LPN, Fabbro MRC. Paternal experience during the child ’ s first year of life : integrative review of qualitative research. Rev Eletrônica Enferm. 2015;17(3).

Silva LF, Cabral IE. As Repercussões Do Câncer Sobre O Brincar Da Criança: implicações para o cuidado de enfermagem. Texto Context - Enferm. 2014;23(4):935–43.

Rhondali O, Villeneuve E, Queyrel G, Delorme M, Vischoff D, Saindon S, et al. Fast-track recovery after day case surgery. Pediatr Anaesth. 2015 Oct;25(10):1007–12.

Von Seidlein L, Olaosebikan R, Hendriksen ICE, Lee SJ, Adedoyin OT, Agbenyega T, et al. Predicting the clinical outcome of severe falciparum malaria in African children: Findings from a large randomized trial. Clin Infect Dis. 2012;54(8):1080–90.

Alessandro AP. Variables meteorológicas y su incidencia en enfermedades respiratorias de niños en el gran Buenos Aires. Meteorologica. 2014;39(1):27–39.

Maebara CML, Sant’Anna FL, Ferrari RAP, Tacla MTGM, Moraes PS. Consulta de enfermagem: aspectos epidemiológicos de crianças atendidas na atenção primária de saúde. Ciência, Cuid e Saúde [Internet]. 2013;12(3):500–7. Available from: http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/CiencCuidSaude/article/view/17034

Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 2024 Elenilda Farias de Oliveira, Climene Laura de Camargo, Nadirlene Pereira Gomes, Juliana Pedra de Oliveira Muniz, Luana Moura Campos, Josely Bruce dos Santos

Downloads

Não há dados estatísticos.